AJD e parceiros conquistam audiência pública sobre independência judicial e liberdade de expressão na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

Recentes ataques à liberdade de expressão e independência funcional de Juízes que, cumprindo sua missão constitucional, não hesitam em fazer valer os postulados constitucionais como legítimos limitadores do poder estatal, prevenindo e tolhendo abusos historicamente direcionados à população vulnerabilizada, serão objeto de apreciação em audiência pública na Comissão Interamericana de Direitos Humanos – CIDH.

A sessão foi requerida pela Associação dos Juízes para a Democracia – AJD em parceria com o Instituto Brasileiro de Ciências Criminais – IBCCRIM, Due Process of Law Foundation, Articulação Justiça e Direitos Humanos – JusDh, Artigo 19 e Conectas Direitos Humanos, e será realizada no dia 24 de maio de 2017, em Buenos Aires, Argentina.